Um grupo composto por 6 a 8 pistoleiros invadiu residência no bairro Jardim Aurora, de – cidade paraguaia que faz divisa com Ponta Porã – torturou e executou homem que dormia ao lado da esposa na madrugada deste domingo (5). Conforme investigação policial, a motivação do crime pode ser o narcotráfico.

Alberto Anastácio Medina Mancuello, de 34 anos, foi morto com vários na cabeça. Segundo o site Ponta Porã News, os suspeitos quebraram porta de vidro e entraram na casa. Lá, torturaram a vítima enquanto a sua esposa era mantida em cárcere em outro cômodo. O carro da vítima também foi revistado pelo grupo.

De acordo com as informações policiais que atenderam a ocorrência, toda a residência foi revirada. A suspeita é que os pistoleiros procuravam algo no local. Após a execução, eles fugiram. Assim, a Polícia Nacional do investiga o caso para ver se há ligação com o narcotráfico e crime organizado na região.  

Saiba Mais