Técnicos do Cenipa (Centro de Investigação e de Acidentes Aeronáuticos) devem vir ao para investigar a queda da aeronave que matou Laurentino Zamberlan, 68 anos. O órgão é vinculado a FAB (Força Aérea Brasileira).

O piloto do avião PT-UMB era morador em e morreu durante o acidente. Ele estava a serviço de uma empresa que foi contratada para executar serviços de pulverização em lavoura de arroz.

Segundo informações apuradas até o momento, agentes da Dracco (Departamento de Repressão à e ao Crime Organizado), da Polícia Civil de Campo Grande, também devem vistoriar o local.

Laurentino chegou a ser atendido pelos socorristas do Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O caso foi como “sinistro em transporte aéreo, culposo se ocorre o sinistro” e “morte a esclarecer” pela 2ª Delegacia de Polícia Civil de Ponta Porã.