Caso de tortura que já é de conhecimento do Poder Judiciário ao menos desde 2021 foi relatado à polícia nesta quarta-feira (29). Menina de 8 anos sofre agressões constantes por parte do pai, um homem de 38 anos.

Segundo informações do registro policial, a é torturada desde que passou a ter contato com o pai. Isso, porque ele só teve interesse em contatar a filha após ela completar 6 anos de idade.

Mesmo assim, a guarda passou a ser revezada, mas o pai passou a se negar a entregar a filha para a mãe. Assim, ele entrou com pedido judicial para a guarda da menina.

Psicóloga e assistente social passaram a acompanhar o caso, visitando as famílias. No entanto, o fato era preocupante, porque a menina contava que sofria agressões constantes. Até mesmo as profissionais já quase foram agredidas pelo homem.

Inclusive, ele foi visto embriagado pelas testemunhas. Foi gerado um relatório do caso, datado de 2021. Então foi determinada retirada da guarda da criança do pai. Porém, oficial de Justiça não conseguiu cumprir o mandado no dia 22 desde mês.

Ele voltou nesta quarta-feira (29), quando presenciou o homem muito alterado. A namorada do suspeito estava no local e, ao sair da casa para fumar, disse ao oficial que “Pelo amor de Deus tirasse a criança dali”.

A menina tinha olho roxo, porque apanhou do pai. Consta no registro policial que a menina passou mal e apanhou a socos e chutes do homem porque vomitou.

Além disso, a criança já foi agredida com rodo e também queimada com quente várias vezes. Nesta última ocasião, o homem ainda jogou molho de pimenta no ouvido da menina, que caiu também nos olhos.

Até a namorada do suspeito foi agredida por ele, ao pedir que levasse a criança ao posto de saúde. O caso de tortura é investigado pela DEPCA (Delegacia Especializada de à Criança e ao Adolescente).