Um padre, que também é militar do Exército, de 37 anos, teve a prisão revogada e foi liberado após agarrar uma mulher em seu apartamento depois de uma festa em

O capelão havia sido preso preventivamente, depois que a vítima, de 34 anos, o denunciou na (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher) no último dia 5. O crime aconteceu no mês anterior, dia 4 de agosto.

Segundo apurado pelo Jornal Midiamax, a mulher estava em uma festa de flashback com o marido e uma amiga, quando o padre chegou. Eles fizeram amizade e passaram a ingerir bebida alcoólica, até que o padre os convidou para ir até seu apartamento. 

Em certo momento, já dentro do imóvel, o marido da vítima se ausentou do cômodo, quando o padre tentou agarrá-la. A amiga da vítima se levantou para tentar ajudar, mas o militar ameaçou o trio dizendo que estava armado.

O padre chegou a ser preso preventivamente. Na polícia, ele negou e disse que não se lembra de nada. 

A defesa do militar conseguiu revogação da prisão e o padre já está em liberdade. Ele está proibido de manter contato com as vítimas e testemunhas.

O caso foi registrado como importunação sexual e ameaça.

A reportagem entrou em contato com o CMO (Comando Militar do Oeste) e aguarda retorno sobre a situação.

O padre, 2º Tenente do Exército, tomou posse como Capelão Militar no dia 8 de janeiro de 2022 durante missa de posse canônica na Capelania Militar Nossa Senhora das Graças do Comando Militar do Oeste, no Militar de Área de Campo Grande.