Na manhã desta quinta-feira (26), duas operações simultâneas contra a exploração e o abuso sexual de e adolescentes foram deflagradas pela em Maracaju. As operações foram batizadas de ‘24/7’ e ‘Prohibitus Content’.

A Operação 24/7 originou-se de informações recebidas por meio da Interpol em que foi noticiado que um brasileiro havia compartilhado mais de 500 arquivos contendo material com cenas de abuso sexual de crianças e adolescentes.

Segundo informações da PF, durante o cumprimento do mandado, foi realizada a prisão em flagrante de um indivíduo, detentor de arquivos que continham cenas de abusos sexuais praticados contra menores de idade.

O nome da Operação “24/7” remete à vigilância realizada pela Polícia Federal, de forma ininterrupta – 7 dias da semana, 24 horas por dia -, no combate aos delitos de armazenamento/ compartilhamento de material envolvendo abuso sexual infantojuvenil e crimes correlatos.

Já no âmbito da Operação Prohibitus Content, policiais federais cumpriram um mandado de busca e , objetivando também combater o armazenamento e o possível compartilhamento na internet de material contendo abuso sexual de crianças e adolescentes.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, também foi identificado um indivíduo que armazenava arquivos que continham cenas de abusos sexuais praticados contra menores de idade, o que motivou sua prisão em flagrante.

O nome da Operação “Prohibitus Content”, em tradução livre, significa Conteúdo Proibido e remete ao compartilhamento de conteúdo de abuso sexual infantojuvenil, uma vez que esta conduta é proibida pelas leis brasileiras.

Ambos os presos e os materiais apreendidos foram conduzidos à Delegacia de Polícia Federal de Dourados para os procedimentos legais.

Saiba Mais