Durante a Operação Metrópole, deflagrada na noite desta quinta-feira (9) pela Defurv (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Furtos e Roubos de Veículos), três pessoas foram presas em flagrante e dois veículos foram recuperados. Os alvos eram receptadores de motocicletas furtadas, roubadas ou adulteradas.

As abordagens foram feitas nos bairros , e Nhanhá, locais identificados onde há grande número de receptadores. Ao todo, foram abordados aproximadamente 60 veículos.

Dois presos foram localizados no Bairro Portal Caiobá e estavam transportando motos produtos de crimes. O primeiro, de 26 anos, estava com uma Honda CG vermelha, com chassi e motor adulterados. Quando questionado, ele disse saber apenas que o veículo era “bob” e que possuía débitos administrativos, mas disse não saber das adulterações. Ele ainda afirmou que apenas consultou a placa no aplicativo do Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

Já o segundo preso, de 27 anos, transportava uma Suzuki Intruder que havia sido furtada na segunda-feira (6) próximo à Santa Casa. Ele estava sem documentos e tentou utilizar o nome do irmão para não ser identificado que ele estava evadido do sistema prisional. Em relação ao veículo, ele alegou que tinha comprado há três dias e não sabia que tinha procedência ilícita.

No Bairro Dom Antônio Barbosa, um jovem de 18 anos foi preso por tráfico de drogas com dois quilos de maconha em tabletes, que seriam vendidos na mesma noite, segundo ele. Uma moto foi apreendida como instrumento do crime de tráfico de drogas.

A Defurv alertou que deve ser evitada a compra de veículos “bob”, ou seja, com débitos administrativos, já que na maioria das vezes eles fomentam a venda de motos e carros furtados ou roubados, por estarem adulterados. Quem compra esses veículos pode responder por receptação.

Denúncias sobre furto e roubo de veículos podem ser feitas por meio dos telefones e (67) 99222-5381 ou (67) 99219-8058, diretamente na delegacia especializada.