Homem que tentou matar a mulher atropelada com um caminhão guincho em , foi preso nesta sexta-feira (13) no estado de Santa Catarina. O cumprimento do mandado de prisão pela tentativa de feminicídio, foi feita após pedido da 1ª Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), com o apoio do Garras (Delegacia Repressão de a Banco, Assaltos e Sequestros).

O autor atentou contra a vida ao arremessar o caminhão guincho contra vítima que pilotava uma moto, no último dia 22 de outubro, no . Ainda segundo a polícia, a captura foi feita devido à representação da Deam junto com a Polícia Civil da cidade de Itajaí (SC), onde estava o autor.

Está é a segunda vez que ele responde por tentativa de feminicídio. Ele deverá ser trazido para Campo Grande até a próxima segunda-feira (16). A Deam informa que completou praticamente todas as prisões de feminicídios e feminicídios tentados.

Caso

A tentativa de feminicídio aconteceu no Bairro Universitário no dia 22 de outubro do ano passado, um sábado. O homem iniciou uma discussão com a esposa após desconfiar que ela havia saído com outra pessoa, já que ela não dormiu em casa.

Durante a briga, o marido ateou fogo na casa que destruiu dois quartos e a cozinha. Em seguida, a mulher saiu em uma motocicleta, mas foi seguida pelo marido em um caminhão guincho, da empresa em que trabalha.

A vítima foi atropelada na esquina da residência. O homem fugiu. Testemunhas disseram no dia que ele estaria armado. Ela foi socorrida pelo para a Santa Casa, com fratura no ombro.

Na casa, os militares utilizaram cerca de 2 mil litros de água para conter as chamas. O caminhão foi localizado pela Polícia Militar abandonado na Rua Cassiano Araújo Brito no Bairro Caiobá. O homem teria fugido em outro veículo, ainda não identificado. O caminhão utilizado foi localizado, logo depois, abandonado no Portal Caiobá em Campo Grande.

Casa incendiada no dia do crime (Foto: Danielle Errobidarte/ Jornal Midiamax)