A apreendeu duas toneladas de maconha com a quadrilha de contrabando de armas e drogas para o Rio de Janeiro. Após a ocorreu um confronto com policiais do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) na noite de quinta-feira (07), na região do Bairro Portal da Lagoa, em Campo Grande.

Dayvidson Julio Lourival de Souza Oliveira, 27 anos, morreu no confronto com os policiais. Ele era membro de uma organização criminosa. Além da apreensão da droga, um casal que estava como batedor foi preso, além do motorista que carregava a maconha. 

Segundo informações, equipe de inteligência da Agência Local do Bope, em conjunto com equipe da Polícia Federal, realizava vigilância na residência localizada na Rua Abadia de Oliveira Lima, depois da descoberta de membros de uma organização criminosa responsável por contrabandear armas e traficar drogas que tinham destino o Rio de Janeiro

Antes do confronto, a PF fez uma apreensão de drogas dessa mesma organização criminosa, na tarde desta quinta-feira (7) e após isso foi feito o monitoramento da residência. Quando os membros da organização saíram da casa, eles foram abordados pelos policiais. Dayvidson estava em uma caminhonete S10, quando recebeu ordem de abordagem e não acatou.

Ao ser abordado, Dayvidson saiu do veículo e entrou na sala da residência, com a arma apontada para os policiais, sendo feita outra tentativa de abordagem, e neste momento Dayvidson fez disparos em direção a equipe, e foi revistado pelos policiais. Ele foi socorrido até a unidade de saúde mais próxima, mas não resistiu e morreu. Foram apreendidos armas, carregadores, comunicadores, dinheiro e drogas.

Saiba Mais