O condomínio de luxo Damha, em Campo Grande, foi invadido na madrugada de sábado (11) por um que entrou no local pela rede de esgoto. A casa de uma médica foi alvo do autor, que furtou joias, perfumes e semijoias.

O crime aconteceu depois da meia-noite e foi percebido, quando o segurança do condomínio flagrou um homem suspeito pelas ruas do residencial com uma maleta que havia furtado da casa depois de arrombar a porta da residência. Com o ladrão estavam joias, semijoias, perfumes, relógios, sapatos, máquina de cortar cabelo e dinheiro.

O ladrão foi detido até a chegada dos policiais e quando os militares chegaram ao condomínio, o autor contou que invadiu o residencial pela rede de esgoto. Segundo o segurança do condomínio, o local é monitorado por câmeras e sensores. 

Ele foi algemado já que estava alterado e levado para a delegacia. Os objetos furtados foram devolvidos a médica.

Onda de furtos em condomínio de luxo

Em setembro de 2022, uma quadrilha especializada em furtar condomínios de luxo em Campo Grande foi presa. Na época, 8 pessoas foram presas na Operação Patrimonium, acusadas de integrarem quadrilha que cometia furtos em condomínios de luxo da cidade. Quatro suspeitos já tinham sido presos em abril e chegaram a revelar que trabalhavam na construção civil dos condomínios, atuando como ‘observadores’ para o grupo.

A prendeu os integrantes da associação criminosa que tinha como alvo os condomínios principalmente na área central da cidade. Dos presos, quatro eram da mesma família, sendo o alvo principal, a namorada, o cunhado e a sogra.

Durante as investigações, a polícia identificou 6 furtos qualificados e uma tentativa de furto em diferentes condomínios de Campo Grande. As duas mulheres eram responsáveis por venderem os produtos furtados e pela lavagem de dinheiro.

Já os outros eram mentor e executores dos furtos. Dois dos alvos também acabaram presos em flagrante por tentativa de furto a uma casa no Bairro Antônio Vendas. O oitavo indivíduo preso na operação era foragido da justiça e foi encontrado em um dos domicílios dos alvos.

Saiba Mais