Uma médica de 38 anos procurou a depois de ser xingada e ter a sala de atendimento invadida, por uma mulher, nesta segunda-feira (27), na unidade de saúde do bairro Coophavila II. O caso foi parar na delegacia.

A médica contou na delegacia que estava na unidade de saúde em seu horário de almoço, quando por volta das 12h51 ouviu gritos de uma mulher que estava exaltada junto de seu marido e de sua sogra, reclamando que o companheiro estava com dores e não era atendido.

Ela invadiu a sala de apoio aos xingando: “suas folgadas”. Neste momento, a médica saiu do banheiro e a autora disse: “vagabunda, médica imprestável, você formou como açougueira, profissional de b*”.

A médica atendeu o marido da mulher cerca de 19 minutos depois de ele chegar à unidade de saúde, de acordo com a profissional. Mesmo durante o atendimento, a autora continuava com os xingamentos, momento em que a médica disse que chamaria a polícia. 

Com isso, o homem fugiu da unidade de saúde e o caso foi registrado como desacato e injúria contra funcionário público. 

Saiba Mais