Nesta quarta-feira (8) cinco pessoas, entre 23 e 41 anos, foram presas durante a “Mestre dos Magos”, em , distante 419 km de Campo Grande, todos integrantes de uma facção criminosa.

De acordo com o SIG (Setor de Investigação Geral), a operação tinha como objetivo desarticular a organização criminosa estruturada. O grupo agia de forma coordenada e com distribuição de tarefas.

O líder da organização na região exercia papel decisivo nos denominados “Tribunais do Crime”, realizando julgamento e condução de possíveis infratores dos códigos de conduta da facção, inclusive em outras cidades de MS.

Ele ainda tinha importante papel no recrutamento de simpatizantes do grupo criminoso, participações em conferências com outros membros para alinhar diretrizes da facção e reunião via chamada para tratar sobre o comércio de entorpecentes.

Os outros faccionados presos na operação desempenhavam as mais variadas funções, como a responsabilidade da guarda de armas, suporte a demais membros do grupo, além do planejamento e execução de crimes. Até o momento 4 pessoas foram presas preventivamente, tendo sido cumpridos 5 mandados de busca domiciliar.

Durante o cumprimento de mandado de busca em um dos endereços, um rapaz de 25 anos foi preso em pelo crime permanente de integrar organização criminosa. Ele confessou o vínculo e a informação foi confimada pelos dados contidos no aparelho telefônico.

O nome da operação é uma alusão a um dos integrantes presos da organização criminosa, que considerava estar imune e fora do alcance da polícia, agindo com extrema frieza em relação às vítimas. A investigação vai continuar para apurar a dinâmica dos crimes e a existência de outras vítimas.

A Polícia Civil ressalta que está implementado o sistema de disque-denúncia da Delegacia de Ladário. A população poderá denunciar qualquer prática delituosa pelo número 67 3226-1090. O sigilo da identidade e número telefônico serão mantidos.