Porfirio Benítez Romero, de 25 anos, foi encontrado morto dentro de uma casa na colônia indígena Cirupoty, do grupo Paí Tavyterã, no Departamento de Concepción, na fronteira com , nesse domingo (8).

O corpo do indígena apresentava lesões causadas por disparos de fuzil e foi levado para o necrotério do de Pedro Juan Caballero.

Porfírio, de acordo com informações da Polícia Nacional, era acusado de ser o suposto autor de um ato de abuso sexual contra um menor e também por um homicídio.

De acordo com informações apuradas até o momento, o ataque ao indígena foi feito por grupos armados, guerrilheiros, que vestiam camufladas e teria feito mais de 30 disparos. A polícia paraguaia investiga se a vítima tinha ligação com organizações criminosas.

Saiba Mais