Teve liberdade provisória garantida nesta sexta-feira (3) a idosa de 83 anos, acusada de crime de preconceito de raça ou cor, contra uma jovem de 22 anos. Ela foi presa na quarta-feira (1º).

Conforme decisão judicial, foi garantida liberdade para a . Ela deve comparecer aos atos do processo e também manter atualizado o endereço e o telefone.

Presa por racismo

A funcionária contou que a idosa chegou ao local e passou a experimentar óculos. Então, nesse tempo ela teria dito alto para a jovem: “moreninha eu quero um café”.

Uma outra funcionária pegou o café para a idosa que respondeu: “mas você não é morena e sim branca”. Assim, a funcionária teria dito que era sim moreninha e levando em tom de brincadeira.

Após o episódio, a idosa pediu para que uma das funcionárias a levasse em casa, em um apartamento nas imediações. Já na rua, a idosa cruzou com a vítima que voltava para a loja.

Então, a jovem ouviu da autora: “Você não é branca mesmo, sua te pintou de preto. Você deveria voltar para a escravatura”.

A polícia foi chamada para o local e a idosa presa em flagrante.

Saiba Mais