Um homem, de 34 anos, suspeito de invadir, tentar roubar a escola Municipal Pai Chiquito e matar o vigilante em setembro de 2011, foi preso pela Polícia Civil, em Dourados, a 228 quilômetros de Campo Grande, nessa terça-feira (14). Na época do crime, o suspeito foi qualificado e indiciado por tentativa de latrocínio, mas fugiu da cidade há cerca de 4 anos para evitar ser responsabilizado pelo ocorrido. 

A prisão aconteceu após uma equipe de policiais da Seção de Investigação da 2ª DP (Delegacia de Polícia) de Dourados receber informações de que o suspeito estava se escondendo em uma aldeia do município. 

Ao se deslocar para a aldeia, o homem foi localizado e preso, sendo conduzido para a DP, em cumprimento ao mandado de prisão que havia em seu desfavor por tentativa de latrocínio. Depois ele foi levado para a Depac/Dourados (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), onde segue detido.

O crime

O caso ocorreu em setembro de 2011, na Aldeia Indígena Panambizinho, quando dois homens, um armado com uma faca e outro com um facão, invadiram a escola para roubar objetos. O vigilante percebeu a ação dos criminosos e interveio, entrando em luta corporal com a dupla.

A vítima ainda conseguiu desarmar um deles e feri-lo no rosto, mas acabou sendo violentamente agredida e com isso, desmaiou. Ele só recobrou a consciência quando já estava sendo socorrido no Hospital da Vida, em Dourados.

Ele estava foragido da justiça há quatro anos, desde que o mandado de prisão foi expedido pelo juízo da 1ª Vara Criminal da Comarca de Dourados.