A Polícia Civil de segue com as investigações encontrar os assassinos de Lucas Almeida Nunes, 24 anos, conhecido como ‘Chucky’. O rapaz, que se passava por policial, foi morto na noite de sábado (25) com vários tiros na cabeça em Dourados, distante 233 km de Campo Grande.

Entre os motivos da sua morte pode estar seu passado criminoso, com vários registros e também o fato de um pouco antes de sua execução ele ter se passado por policial entrando em uma causa por causa do furto de um botijão de gás. Ele teria dado coronhadas nos dois rapazes e um tiro.

O crime aconteceu na Rua Venâncio, na Vila Cachoeirinha, por volta das 22h. De acordo com a Polícia Militar, momentos antes de ser morto, Lucas teria fingido ser policial e atirado em duas pessoas ao tentar recuperar um botijão de gás.

Os jovens foram socorridos pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) depois de Lucas fugir do local. Ele estava de bicicleta e foi encontrado já sem vida no meio da rua. Segundo testemunhas, dois homens passaram de moto atirando contra Lucas.

Segundo a esposa do rapaz, um dia antes Lucas estava armado e ela o advertiu. Ele seria usuário de drogas e tinha diversas passagens policiais. De acordo com ela, Lucas estava em uma área de com amigos na tarde de sábado, e que todos disseram não ter visto nada.

No local da execução foram encontrados dois projeteis deflagrados, um próximo ao corpo de Lucas e outro deformado que caiu da cabeça da vítima durante a movimentação do corpo. A perícia ainda não informou quantos atingiram Lucas.

A princípio não há câmeras na região que possam ter flagrado o momento do assassinato. O caso foi registrado como homicídio simples na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Dourados.