O pistoleiro paraguaio Diego Antonio del Valle Giménez, que segundo Informações policiais estava envolvido na morte de Ederson Salinas, o ‘Ryguasu’, foi executado com 51 tiros. O crime aconteceu neste domingo (19) em , na fronteira com Ponta Porã.

Segundo informações do médico legista, Marcos Prieto, 15 disparos foram feitos contra a cabeça de Diego e provocaram traumatismo craniano grave. Os demais tiros atingiram o coração, abdome e também as pernas.

De acordo com informações do chefe do Departamento de Investigações da Polícia Nacional, Jorge Vidallet, a vítima tinha um mandado de em aberto por tentativa de homicídio doloso.

O ataque fatal foi perpetrado por pessoas armadas que chegaram em uma van branca. Segundo o comissário Vidallet, quatro indivíduos armados chegaram na van e entraram na casa de Diego atirando.

A vítima também era apontada como um dos assassinos de ‘Ryguasu’, que foi executado no estacionamento de um supermercado em Assunção e segundo a mídia paraguaia era sucessor de Sérgio de Arruda Quintiliano Neto, o ‘Minotauro’ nas ações criminosas na fronteira.

Membro do foi executado em estacionamento (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Saiba Mais