A mãe de Márcio Souza dos Santos, de 22 anos, morto na madrugada desta sexta-feira (10) durante invasão a um escritório para furtar um cofre, na Vila Nascente, em Campo Grande, lamentou a morte de Márcio afirmando que sabia dos erros dos filhos. 

O irmão de Márcio acabou preso e um colega deles foi internado, após também ser baleado durante o furto.

“Eu nunca sabia onde ele morava devido às ameaças da polícia, falavam que ia matar ele. Ele aprontava e ficou marcado”, disse a mãe enquanto aguardava o procedimento na Depac Cepol. 

Aos prantos, a mulher lamentou a morte do filho e disse que sabia que eles estavam errados, mas afirma que a polícia poderia ter apenas prendido Márcio. “Nunca assaltou, nunca matou ninguém, ele só roubava. Eu sei que é errado, mas meu filho nunca tirou a vida de ninguém, nunca espancou ninguém. É errado, mas eles como policiais, sabendo atirar… Eles têm mira, porque não acertou em uma parte que ele poderia sobreviver, levasse preso. Poderia ter atirado na perda, nas costas, no braço, mas eles mataram”, disse.

Márcio, segundo a polícia, tem mais de 50 passagens por furto, roubo, porte de , entre outros. Ele já havia sido preso com arma e munições, em janeiro deste ano. Antes da invasão ao escritório e tentativa de furto do cofre, o trio furtou também uma casa. Com eles, foram apreendidas joias, perfumes, relógios, celulares, e dinheiro. 

“São seres humanos. As pessoas também podem mudar um dia na vida. Tiraram um pedaço de mim. Eu sei que eles foram errados, mas eles são seres humanos”, afirmou.

(Divulgação PM)

Invasão a escritório 

Após a invasão do escritório, um dos bandidos estava na frente do imóvel ‘cuidando’ o local enquanto os outros dois estavam dentro do escritório. Quando os policiais chegaram, o ladrão sacou a arma apontando para os militares que revidaram, acertando a mão do autor. Foi determinado que ele deitasse no chão. 

Já os outros dois tentaram se esconder dentro do imóvel, e um deles foi encontrado na cozinha, onde estava Márcio de Souza dos Santos, de 22 anos, que apontou a arma para os policiais que revidaram, acertando o ladrão, que ainda tentou fugir, mas foi alcançado e detido. Ele foi levado para o hospital, mas não resistiu e morreu.

O outro bandido que foi ferido na mão foi levado para a (Unidade de Pronto Atendimento) do Nova Bahia, de onde tentou fugir. Foi descoberto que ele estava foragido da Justiça. 

Um revólver e uma garrucha foram apreendidos pelos policiais. O cofre que seria levado pelos bandidos foi apreendido e levado para a delegacia. Não se sabe o que havia dentro do cofre. 

Saiba Mais