Dois homens, ainda sem identificação, morreram após trocarem tiros contra a PM (Polícia Militar) na noite deste sábado (22) em , cidade a 323 quilômetros da Capital. Eles tentavam arremessar drogas para dentro do Presídio de Segurança Média utilizando um drone e chegaram a fugir para uma área de mata, mas foram alcançados.

Segundo o site local Fatos MS, a dupla foi avistada inicialmente por policiais penais, que acionaram a PM. Eles tentaram fugir por uma mata às margens da e, após alguns minutos, foram avistados atravessando a rodovia.

Os policiais deram voz de aos dois, que não obedeceram e realizaram disparos em direção à guarnição. A dupla foi alvejada e, em seguida, socorrida para o Hospital Auxiliadora, mas não resistiu aos ferimentos.

Um drone utilizado pelos autores, avaliado em R$ 20 mil, foi apreendido pela polícia, junto a dois revólveres – um calibre 38 e outro calibre 32 –, porta carga para drone, três celulares, dois carregadores portáteis, munições e 1.2 quilos de maconha.

Os autores não estavam com documentos pessoais e ainda não foram identificados. A perícia, além da Polícia Civil, Força Tática e Getam compareceram ao local.

Mortes em confronto com a polícia superam dados de 2022

Mortes por intervenção policial em Mato Grosso do Sul cresceram se comparadas com anos anteriores. Segundo dados da (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), em 2023, de janeiro a março, foram registradas 27 mortes, sendo que em 2020, por exemplo, durante todo o ano foram 26 casos.

Se comparado com 2021 e 2022 no mesmo período dos três primeiros meses do ano, o número também é maior. Em 2021, foram 11 casos e 7 em 2022.