Nesta quarta-feira (22), Danilo dos Santos Martins de Souza e Alexsandro Silva Brito foram condenados pela morte de Valdir de Souza de Oliveira, de 35 anos. As penas somam mais de 25 anos.

Os jurados decidiram por desclassificarem o crime de homicídio para lesão corporal, para o réu Danilo. Assim, o Aluizio Pereira dos Santos determinou de 8 anos e 6 meses de prisão, em regime fechado.

Já Alexsandro foi condenado por homicídio, a cumprir 16 anos e 11 meses de prisão.  Conforme a denúncia, Alexsandro e Danilo mataram Valdir após iniciarem uma discussão com a vítima.

Na época, havia relatos de que Alexsandro teve um relacionamento com uma jovem e que teve ciúmes ao ver a menina com Valdir. Em depoimento no Tribunal do Júri, Alexsandro negou que teve ciúmes.

Além disso, negou que teve qualquer tipo de relacionamento com a adolescente. “Ela é bem mais nova que eu e é minha prima”, disse. Então, contou que agiu depois de ser esfaqueado por Valdir.

Morto a pedradas

A polícia foi acionada por volta das 3 horas da madrugada de 16 de abril de 2021, após em uma conveniência. No local, os policiais encontraram a vítima com muito sangramento na cabeça e no rosto.

Próximo ao corpo havia várias pedras e tijolos, provavelmente utilizado pelos agressores. Foi solicitado, então, apoio do Corpo de Bombeiros. Os militares ainda iniciaram os procedimentos de ressuscitação, mas a vítima morreu no local.

Saiba Mais