O dono do bar, José Cícero, de 60 anos, assassinado na manhã desta segunda-feira (25), em Campo Grande, no bairro Taquaral Bosque, foi morto com mais de 10 facadas no pescoço. O corpo foi encontrado pelo filho de 14 anos.

Um morador contou ao Jornal Midiamax, que antes das 9 horas da manhã foi até o bar para comprar cigarros, e encontrou uma travesti bebendo cerveja em frente. Segundo ele, a travesti em outras ocasiões já havia discutido com José, que segundo o morador era bastante sistemático, mas muito tranquilo.

José foi encontrado pelo filho de 14 anos caído na entrada do bar. Ele havia mandado mensagens para a ex-mulher ir fazer o almoço já que tinha combinado com o garoto o almoço de Natal.  

Uma pochete de José com dinheiro e documentos desapareceu. José era cadeirante e não tinha uma das pernas. A Polícia Militar foi acionada e acredita-se que o autor tenha entrado pelos fundos. Na frente do terreno funciona o bar e nos fundos fica a casa da vítima.

A vítima morava na região há 30 anos, e segundo informações sempre teve o comércio no bairro. Moradores não ouviram barulhos e nem pedidos de socorro. De acordo com vizinhos, a vítima era muito tranquila e morava no bairro há 30 anos.