Um delegado da Polícia Federal, lotado na Superintendência do , foi alvo de mandado de busca e apreensão, expedido pela 10ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro no âmbito de investigação que apura vazamento de informações sigilosas por parte do policial. O nome do delegado não foi divulgado pela Polícia Federal, que cumpriu a medida judicial.

As investigações apontam que o delegado recebia vantagens indevidas para fornecer informações sigilosas a terceiros. Os policiais federais apreenderam sete aparelhos de telefone celular, documentos, além de outros materiais que serão analisados dentro da investigação.

A suspendeu o delegado de exercer a função policial, assim como está proibido do acessar as dependências e os sistemas da Polícia Federal.

O suspeito pode responder pelos crimes de corrupção passiva e violação de sigilo funcional, cujas penas podem chegar a 14 anos de prisão.

Saiba Mais