O corpo de um recém-nascido foi encontrado dentro de um saco de lixo, no lixão da cidade de , a 444 quilômetros de Campo Grande. O bebê estava enrolado em roupas sujas de sangue. No dia 5 deste mês, outro feto foi encontrado dentro de uma sacola em uma rua da cidade.

O recém-nascido foi encontrado por uma catadora de recicláveis em um saco preto. O delegado Guilherme Oliveira Pena confirmou as informações ao Diário Corumbaense e disse que ainda não há como precisar quantos meses o bebê tinha.

O corpo, que estava embrulhado em algumas roupas com sangue, dentro de um saco de lixo, foi levado para o IMOL (Instituto de Medicina e Odontologia Legal).

Outro caso foi registrado no dia 5 deste mês, quando um feto foi localizado, também por um catador de recicláveis, no Bairro Popular Nova.

Outro recém-nascido encontrado em lixão

Um recém-nascido foi encontrado morto em uma sacola jogada em meio a um lixão. O bebê foi encontrado por um catador de recicláveis, no Bairro Popular Nova.

Uma testemunha contou que estava em sua residência quando o marido disse que um catador, que revirava o material no lixão, encontrou um feto. Entretanto, ele não chegou a ver o local, pois estava atrasado para o trabalho.

A mulher, então, olhou pela janela e percebeu que havia vários cachorros no local rodeando e latindo. Uma mochila estava sobre o corpo do recém-nascido, que estava sem roupas. A suspeita é que o recém-nascido tenha morrido ainda de madrugada.