Investigadores da Delegacia de , com apoio de forças policiais paraguaias e polícia militar também de Mundo Novo, prendeu quatro assaltantes em flagrante, que realizaram diversos assaltos na região, há mais de um ano.

De acordo com a polícia, nesta quarta-feira (01), os autores realizaram assalto saída de um banco localizado em Salto Del Guairá, no Paraguai. Durante o crime, eles efetuaram mais de quinze disparos contra o veículo da vítima e conseguiram subtrair um malote com grande quantia em .

Ainda de acordo com a polícia, após o crime a polícia paraguaia iniciou perseguição e ao perceberem que os criminosos teriam adentrado ao território brasileiro, solicitaram apoio da Polícia Civil de Mundo Novo.

Os investigadores se deslocaram para a zona rural do município, nas proximidades da linha internacional que liga os dois países, oportunidade em que iniciaram incursão em uma mata fechada. A polícia militar de Mundo Novo também foi acionada e prestou apoio no cerco da região. Após buscas pelo local, foram localizados três assaltantes escondidos em meio a vegetação.

Com os bandidos foram apreendidas armas de fogo do tipo pistolas 9mm e escopeta calibre 12mm. A polícia paraguaia ainda prendeu um quarto assaltante em território paraguaio, além do veículo utilizado pelo grupo e o malote de dinheiro roubado.

O grupo é apontado como responsável por uma dezena de assaltos com reféns, que vem ocorrendo há mais de um ano na região, conforme apurado em investigações das delegacias pertencentes ao quadro da Delegacia Regional de Naviraí.

Além de assaltos, ainda são apontados como autores de tentativas de homicídios contra policiais de Mundo Novo e Terra Roxa, durante perseguições policiais. Outros membros da organização criminosa já haviam sido presos pela própria Polícia Civil de Mundo Novo há alguns meses, no entanto, os dois integrantes apontados como chefes da organização, foram detidos somente nesta data.

Todos os suspeitos já possuíam mandados de prisões em aberto.

No total foram cumpridos nesta data, nove (9) mandados de prisões contra os mesmos, expedidos pelas varas criminais de Mundo Novo, Eldorado, Iguatemi, Guaíra-PR e Terra Roxa-PR. Dentre os presos, estão três paraguaios de 25, 24 e 23 anos, e um brasileiro de 21 anos.