Agentes do SIG (Setor de Investigações Gerais) prenderam nesta segunda-feira um casal de estelionatários que planejava aplicar golpes em . O homem tem 47 anos e a mulher 26. Os alvos seriam produtores rurais da cidade e região. A denuncia foi feita por um gerente da CEF ( Econômica Federal.)

A dupla chegou a marcar um encontro em uma chique da cidade, com um potencial vítima, que estava prestes a fazer uma transferência de R$ 110 mil. Em troca ele teria supostas facilidades para conseguir a liberação de R$ 59 milhões em financiamentos da Caixa.

As informações foram passadas pelo homem de 44, ao ser abordado pela equipe do SIG. A transferência do valor seria pelo pagamento da realização do projeto de liberação do empréstimo do projeto. Nesse momento ele percebeu que estaria caindo em um golpe.

O depoente relatou à polícia, que a mulher se apresentou como correspondente da CEF e que fazia projetos de desenvolvimento agrícola, ou seja, que realizava projetos para agricultores e conseguirem liberação de valores no banco e que também realizava essa parceria com várias instituições.

Em seguidas os suspeitos foram detidos pelos agentes quando entravam pelo portão de uma residência no Conjunto Habitacional III Plano. O local também possuía um escritório onde foram encontrados diversos contratos fraudulentos em nome da Caixa Econômica Federal assinada por várias pessoas.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, na garagem da residência dos investigados os policiais do SIG encontraram um veículo Jaguar, avaliado em mais de meio milhão de reais. Segundo depoimento dos suspeitos, o carro de luxo estava quitado.

Os suspeitos estão recolhidos em uma das celas da 1ª Delegacia de Polícia de Dourados. Eles são acusados por falsificação de documento público, uso de documento e estelionato na forma tentada.