Militares do Choque, de Campo Grande, usam cães farejadores nas buscas pelo vigilante Cristiano Mota Montecino, que desapareceu na última segunda-feira (16), em uma fazenda localizada em a cerca de 160 quilômetros da Capital.

De acordo com o Rio Brilhante em Tempo Real, os policiais foram enviados com os cães farejadores para auxiliar equipes do Corpo de e da Polícia Militar da cidade. também são utilizados para sobrevoar a região.

O vigilante foi visto pela última vez próximo a uma na fazenda Gramado. A área onde ele desapareceu tem cerca de 6,5 mil hectares. Informações sobre o suspeito podem ser encaminhadas para a Polícia Militar pelo telefone 190, ou ao Corpo de Bombeiros pelo 193.