A Justiça de Mato Grosso do Sul decretou a preventiva de um homem de 60 anos que estuprou a neta por cerca de três anos. A menina era estuprada quando passava na casa do avô.

Na época do crime, a menina estava com 8 anos, sendo que o crime só foi descoberto e o boletim de ocorrência registrado em dezembro de 2020. A vítima relatou que não disse antes sobre os estupros porque tinha vergonha e medo que sua não acreditasse nela. 

Ela disse que quando passava as férias na casa de seu avô, o homem aproveitava a ausência da sua avódrasta para estuprá-la. Depois de anos sendo abusada, ela teve coragem de contar para sua avó, que então contou para sua mãe. O caso foi registrado como estupro de vulnerável.  

Saiba Mais