O acusado de matar Lucas Almeida Nunes, de 24 anos, na noite de sábado (25), no bairro Vila Cachoeirinha, em , se apresentou na delegacia à Polícia Civil nesta segunda-feira (27).

Acompanhando de uma advogada, ele alegou uma ‘antiga rixa’ que começou em 2015 quando ambos estavam internados na (Unidade Educacional de Internação).

O crime aconteceu na rua Vasco Venâncio Soares. Lucas estava de bicicleta e foi abordado por dois homens em uma moto. O rapaz recebeu três que atingiram a cabeça e peito. Lucas morreu antes da chegada do socorro.

Aos policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais), o jovem, de 18 anos, relatou que comprou a usada no crime há alguns dias, por R$ 3 mil, após ser avisado de que a vítima estaria atrás dele para matar. A partir disso, teria passado a andar armado.

Segundo o jovem, no dia do fato, o autor estava na casa de um amigo e resolveu ir embora, quando encontrou a vítima, e foi tirar satisfação sobre as ameaças de morte.

Segundo o autor, o desafeto teria tentado sacar uma arma, momento em que reagiu e efetuou vários disparos. Lucas Almeida foi atingido por três tiros na cabeça e um no peito.