O avião que desapareceu no Paraná na última segunda-feira (3) foi encontrado na tarde desta sexta-feira (7) nas proximidades do Pico Canavieiras, na região de Morretes, sem sobreviventes. Entre as vítimas está o piloto de Mato Grosso do Sul, Jonas Borges Julião, de 37 anos.

Jonas era natural de Sete Quedas, a 468 quilômetros de Campo Grande. Quando criança, mudou-se para a cidade de Umuarama, no Paraná, onde morava com a esposa.

No avião também estavam o assessor da Casa Civil Felipe Furquim e Heitor Guilherme Genowei Junior, 42 anos, também servidor da Casa Civil do Paraná.

A aeronave decolou da cidade de Umuarama, no noroeste do Paraná, por volta das 7h50 e deveria pousar às 10h30 em Paranaguá. Conforme o site Bem Paraná, a aeronave desapareceu do radar às 10h14min, na região da Limeira, atrás da Serra da Prata, em Guaratuba, no Litoral do Paraná.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a aeronave sumiu em uma região de mata fechada, o que dificultou as buscas. Os corpos das três vítimas só foram encontrados quatro dias depois.