Na tarde desta quarta-feira (5) moradores do Aero Rancho, em , se assustaram com a presença da Guarda Civil Metropolitana e a na Escola Municipal Maria Lúcia Passarelli. A denúncia era de um aluno armado dentro do colégio.

Segundo apurado pela reportagem, pais de alunos ficaram desesperados tentando entender o que acontecia no local e não conseguiam informações. “A gente ligou pra escola várias vezes e só diziam que tava tudo normal, mas tinham várias viaturas na frente do colégio”, disse um deles.

De acordo com a Semed (Secretaria Municipal de Educação), o caso era um alarme falso. “Durante a aula de Língua Portuguesa, um aluno em tratamento psiquiátrico, na tentativa de chamar a atenção da professora que estava no quadro, disse na sala de aula que estava com uma arma e queria usá-la”, diz a nota da Semed.

Segundo a assessoria da secretaria, a coordenadora estava próxima a sala quando tudo aconteceu e viu a movimentação. O aluno foi identificado com ajuda da professra e a Guarda Civil Metropolitana foi acionada. Já a Polícia Militar ao saber do caso, foi à unidade escolar para prestar apoio.

“A Guarda Civil Metropolitana fez a revista e não encontrou nenhuma arma com o aluno, constatando que tudo não passava de um comportamento inadequado dele ao dizer que estava em posse de uma arma de fogo”, finaliza a nota da Semed, complementando que a do estudante foi chamada à escola, entendeu a gravidade da situação e o caso foi registrado em ata, resultando em suspensão de três dias para o aluno, a partir de segunda-feira.