Marcos Fernando Martins acusado de matar a da namorada Euzébia Clara Leite Pereira, de 26 anos, morta com um tiro na cabeç, irá a Júri Popular nesta quarta-feira (29). O crime aconteceu em 25 de março de 2020 em , a 193 quilômetros de Campo Grande.

O crime teria pelo fato de Marcos não aceitar o do relacionamento. Ele então sacou a de fogo, encostou na testa da jovem e atirou. Ele ainda tentou fugir, mas acabou preso em em um bairro de Campo Grande.

Marcos tentou alegar insanidade mental, que concluiria que ele não tinha discernimento sobre o crime. Conforme decisão da juíza Camila de Melo Mattioli Pereira, de Água Clara, foi instaurado o incidente de insanidade mental e também feita a perícia médica.

No entanto, o réu impugnou o laudo apresentado e requereu nova perícia. Segundo a juíza, tal laudo concluiu que Marcos tem transtornos mentais e comportamentais devidos ao uso de álcool.

Ou seja, síndrome de dependência e, na época dos atos, era capaz de entender o caráter ilícito da ação. Por isso, foi indeferido o pedido de nova perícia, concluindo que Marcos tinha entendimento do crime que estava cometendo. A princípio ele teria alegado que sofria de transtorno bipolar, o que não foi constatado.