“A gente luta a vida inteira para juntar os cacos”. É com esta frase que a mulher agredida pelo ex-assessor parlamentar de Nelsinho Trad (PSD) desabafa sobre o que ocorreu com ela na noite de domingo (11), em Campo Grande, ao descrever um relacionamento abusivo que deixa feridas físicas e emocionais. 

A mulher conta em seu relato que levou seu filho de 5 anos, na noite de domingo, até a casa do pai, Gilmar Nantes Peixoto, de 46 anos, sendo recebida com chutes no carro. Segundo o relato da vítima, o ex-assessor estava embriagado, assustando o filho que começou a chorar.

Na tentativa de ir embora com a , o ex-assessor segurou o menino pelo braço e correu com ele, e a mulher foi atrás para pegar o filho. Pelas imagens feitas por ela, é possível ver o menino aos prantos. Quando a vítima ameaça ir a uma delegacia, o autor a agride com um soco no rosto.

Devido à agressão, a mulher teve o nariz quebrado. “Um homem sem psicológico nenhum para criar uma criança não pode ficar impune”, diz no seu . Ela fala em querer Justiça e termina dizendo: “O agressor segue impune, livre para continuar sua vida”.

O desabafo vem logo depois do ex-assessor parlamentar ser solto em audiência de custódia, com uso de tornozeleira eletrônica. 

A promotora de Justiça, Regina Broch, comentou sobre a situação. “Estavam claramente presentes todos os requisitos para a manutenção da prisão preventiva, mas não foi este o pensamento do magistrado”, fala a promotora.

Ainda segundo a promotora, toda a agressão foi feita na frente da criança. A vítima teve seu nariz quebrado. “Nenhum promotor em sã consciência colocaria ele (autor) em liberdade.”, finalizou.

Confira o vídeo do momento da agressão:

Prisão e demissão de ex-assessor

Gilmar Nantes Peixoto, de 46 anos, foi preso em flagrante no domingo (11) por violência doméstica em Campo Grande. No momento da abordagem, ele se identificou para os policiais como assessor do senador Nelsinho.

Conforme detalhado no boletim de ocorrência, Militar foi acionada após a mulher ser agredida por Gilmar. A vítima teve ferimento grave no rosto, com hematoma e sangramento no nariz.

Ela precisou ser socorrida e encaminhada até uma unidade de saúde. Já o assessor de Nelsinho foi detido em flagrante por lesão corporal dolosa, qualificada por violência doméstica.

O assessor foi levado para a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).

Histórico de ameaças 

Em 2022, Gilmar foi denunciado por ameaçar de morte o namorado da ex-companheira. Ele teria perseguido a vítima, dizendo “Se afasta dela, vai ser melhor para você”.

Ainda segundo informações da polícia, em outubro de 2022 o autor teria encontrado o casal em um bar de Campo Grande e ameaçado o namorado da ex. “Eu vou matar você, vou te esperar lá fora”, teria dito.

Outras ameaças ainda teriam sido feitas ao casal. Em maio deste ano, Gilmar foi denunciado pelo MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) por portar ilegalmente uma pistola Glock 9mm.

No dia dos fatos, em abril de 2022, ele teria agredido um homem em uma choperia. Depois, chegou a sacar a arma de fogo e fazer ameaças. O crime teria acontecido após divulgação de notícias sobre o acusado.