Joaquín Acosta Duarte, de 63 anos, se entregou à Polícia Nacional nesta quinta-feira (2). Juntamente com o filho, Luis Acosta Fonseca, ele é acusado pelo assassinato do candidato a vereador de Itakyry, no Departamento de Alto Paraná, Carlos Aguilera.

O crime ocorreu em setembro de 2021 e desde então pai e filho eram procurados pelo Justiça. Segundo informações da Polícia, Joaquin se apresentou na delegacia da cidade. Ele estava acompanhado por um advogado.

Um dos foragidos pelo crime do candidato a vereador de Itakyry, Carlos Aguilera, se colocou à disposição da Justiça após permanecer vários meses escondido. O crime ocorreu em setembro de 2021.

Ainda de acordo com o Departamento Judicial de Itakyry, continua foragido. Ele é apontado como autor dos disparos contra o político paraguaio, que na época disputava uma vaga na Câmara de Vereadores da cidade.