Preocupado com a saúde da mãe internada, filho cai em golpe e perde R$ 16 mil para golpistas

| 14/05/2022
- 14:46
Preocupado com a saúde da mãe internada, filho cai em golpe e perde R$ 16 mil para golpistas
Caso foi registrado na Depac Cepol (Foto: Henrique Arakaki - Arquivo Midiamax)

Uma família de Campo Grande foi vítima de um golpe e perdeu aproximadamente R$ 16 mil, em transferências por pix. De acordo com o boletim de ocorrência, o golpista se passou por médico e entrou em contato com a família de uma mulher, que realmente estava internada em um particular de Campo Grande. A família, temendo pela saúde dela, fez transferências para custear os falsos exames. 

O boletim de ocorrência foi registrado por um homem de 33 anos, da mulher que estava internada. Ele contou à Polícia Civil que a fez uma procedimento cirúrgico na quinta-feira (12) e teve complicações, sendo encaminhada para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva). No dia seguinte, sexta-feira (13), o pai dele entrou em contato dizendo que recebeu a ligação de um homem que se identificou como médico e pediu R$ 3,2 mil para fazer um procedimento, que se não fizesse, iria comprometer a saúde da mulher. 

O filho foi até o hospital e, enquanto conversava com o recepcionista, recebeu outras ligações solicitando valores para exames. No total, ele realizou transferências que somaram R$ 16 mil. Na tarde do mesmo dia, o filho aguardou o horário de visitas e quando foi verificar a mãe, descobriu que ela estava só aguardando alguém para buscá-la e, inclusive, já tinha tido alta médica desde a manhã daquele dia. 

Diante das informações da mãe, o filho percebeu que caiu em um golpe. Ele ainda mencionou no boletim de ocorrência, que o hospital deveria ser responsabilizado pelo golpe, uma vez que o hospital não ligou para ele informando da alta médica da mãe e nem mesmo a recepção sabia da alta para informá-lo, quando ele esteve no local. 

O caso foi registrado como estelionato na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Cepol) em Campo Grande.

Veja também

Animal que segundo os protetores vai direto para eutanásia

Últimas notícias