Polícia aguarda exames para identificar outros envolvidos em troca de tiros com militares em MS

Um dos envolvidos morreu no tiroteio e outros três já foram identificados
| 13/07/2022
- 20:08
posto troca de tiros
Posto de gasolina onde aconteceu troca de tiros com a PM (Henrique Arakaki, Midiamax)

A polícia espera por resultados de exames periciais para identificar o restante dos envolvidos na troca de tiros com militares na madrugada de terça-feira (12), em um posto de combustível, no município de Jaraguari. Um dos envolvidos foi morto e três já foram identificados.

Diego dos Santos Leite, morto durante o confronto, teria fugido com uma viatura da PM por cerca de 200 metros até bater com a viatura no portão de uma fábrica de fertilizantes. Ele possuía passagens por roubo, furtos, desacato, porte de drogas, e resistência.

De acordo com o delegado Jarley Inácio, além dos já identificados, são aguardados resultados de exames periciais para que o restante do grupo envolvido no crime seja identificado. O caso segue sendo investigado pela polícia.

Inácio explica que o grupo pretendia realizar furtos pela rodovia, mas foi impedido, pois ficaram sem gasolina. Os comparsas de Diego conseguiram fugir em meio a um matagal nas proximidades logo após a chegada da polícia ao posto de combustível.

Ainda segundo informações da polícia, o posto de gasolina já teria sido alvo de outros dois assaltos.

Agrediu PM antes da troca de tiros

Antes de ser morto na troca de tiros com a , em um posto de em Jaraguari, a 47 quilômetros de Campo Grande, na madrugada desta terça-feira (12), o bandido derrubou e agrediu um dos militares. Ele tentou fugir com a viatura da polícia, mas acabou batendo no portão de uma fábrica de fertilizantes.

O bandido morto seria Diego dos Santos Leite, o jardineiro que furtou o veículo Cruze, de uma família moradora no Bairro São Francisco, em Campo Grande, segundo informações passadas pela polícia. Quando os policiais chegaram ao posto de gasolina, um dos bandidos estava perto do veículo Saveiro quando quebrou a janela e entrou no carro.

Foi dada ordem de parada pelo policial ao bandido que ao sair do Saveiro foi em direção ao militar derrubando-o no chão e o agredindo. Em seguida, o bandido foi em direção à viatura entrando no veículo e tentando a fuga. Novamente foi dada ordem de parada ao bandido, mas ele fez disparos contra o policial que revidou. Nisso, o autor ainda tentou atropelar o policial.

O bandido, então, atravessou o canteiro com a viatura batendo contra o portão da fábrica de fertilizantes. Ele foi resgatado do banco do motorista e arma usada por ele apreendida.

Jardineiro roubou carro dos patrões

O veículo Chevrolet Cruze usado pelos bandidos que trocaram tiros com a Polícia Militar havia sido furtado de uma residência, no Bairro São Francisco pelo jardineiro da família.

Informações são de que, após o furto do carro, o ladrão acabou se envolvendo em um acidente de trânsito batendo em um Renault Sandero, de cor vermelha, e fugindo em seguida. Os policiais conseguiram encontrar os donos do veículo que estavam dormindo e não sabiam do furto do Cruze.

Os policiais avisaram que o motorista do carro seria Diego, nisso a mulher contou que ele era jardineiro da família há 10 anos, e que deveria ter pulado o muro da casa conseguindo pegar a bolsa da vítima e furtando o carro. 

Após o acidente provocado pelo bandido, ele ainda foi até a casa de sua avó. O autor estava descontrolado e passou a agredir os irmãos e o avô, quando fugiu no carro roubado.

Veja também

Os adolescentes foram descobertos após um áudio em que um deles se gabava do crime chegar a polícia

Últimas notícias