Mulher liga para polícia ‘pedindo pizza’ e atendente percebe pedido de socorro após agressões em MS

Homem foi preso e negou que tenha espancado a esposa
| 08/06/2022
- 06:24
Mulher liga para polícia ‘pedindo pizza’ e atendente percebe pedido de socorro após agressões em MS
(Ilustrativa)

Um ‘pedido de pizza’, que na realidade era um grito de socorro, levou um homem de 46 anos para a cadeia na noite dessa terça-feira (7), na cidade de Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande. A vítima de 44 anos foi espancada com socos e chutes.

O pedido de socorro chegou à central do por volta das 23 horas, quando a vítima ligou pedindo a pizza, e imediatamente foi percebido que se tratava de um caso de violência doméstica. Quando os policiais chegaram ao apartamento da mulher, ela relatou as agressões e xingamentos.

A vítima contou que foi agredida com socos e chutes nas pernas e nos braços, que causaram lesões. Ela falou que foi xingada com palavras de baixo calão. O homem quando negou as agressões e disse que se defendeu. 

Não se cale, denuncie!

Existem dois números para contato: 180, que garante o anonimato de quem liga, e o 190. Importante lembrar que a Central de Atendimento à Mulher (180), é um canal de atendimento telefônico, com foco no acolhimento, na orientação e no encaminhamento para os diversos serviços da rede de enfrentamento à violência contra as mulheres em todo o Brasil, mas não serve para emergências.

As ligações para o número 180 podem ser feitas por telefone móvel ou fixo, particular ou público. O serviço funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana, inclusive durante os finais de semana e feriados, já que a violência contra a mulher no Brasil é um problema sério no país.

Veja também

Últimas notícias