Ladrão que fez funcionário de fazenda refém por 4 horas é preso em hotel de Campo Grande

Logo após o crime, o autor fugiu para Três Lagoas, mas voltou para a Capital na última quarta-feira (26)
| 28/01/2022
- 16:13
Ladrão que fez funcionário de fazenda refém por 4 horas é preso em hotel de Campo Grande
(Divulgação)

O bandido que invadiu uma fazenda às margens da MS-040, em Campo Grande, na zona rural, e manteve um homem refém, acabou preso na manhã desta sexta-feira (28) por equipes da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos), em um hotel, nas imediações da antiga rodoviária.

Ele acabou preso após a expedição de um mandado de prisão. Depois do crime, que aconteceu no dia 28 de setembro, o autor fugiu para Três Lagoas e em seguida para Brasília, mas na última quarta (26) acabou retornando para Campo Grande e acabou preso nesta sexta (28). 

O campeiro ficou do autor por cerca de 4 horas. A vítima contou na delegacia que trabalha como campeiro em uma propriedade rural na MS-040, no km 3, e que na noite desta terça (28), após os trabalhos diários, saiu da fazenda onde também mora para jogar futebol no bairro Moreninhas.

Ele disse ter retornado para casa por volta das 21 horas, quando percebeu que a janela estava aberta e uma torneira quebrada. Ao entrar na varanda, foi abordado pelo autor que mandou que a vítima entrasse na casa com ele, dizendo: “Para, fica quieto, não faz nenhum movimento, vem comigo”.

Em seguida, o bandido amarrou as mãos da vítima e disse que ele havia batido em outro cara e inclusive quebrado o carro da pessoa. Mas, o campeiro afirmou nunca ter se envolvido em nenhuma briga. O bandido teria feito uma ligação dizendo: “Estou aqui com o cara. Você disse que o cara era alto, mas o cara é pequeno, o cara é baixo. Você vai vir mesmo confirmar se é o cara?”.

A vítima foi colocada no banheiro, mas como passou mal foi transferida para o quarto pelo autor, que chegou a cozinhar na fazenda. Depois de algumas horas, o campeiro não ouviu mais barulhos, conseguiu sair do quarto e percebeu que o bandido havia ido embora.

Ele, então, correu para uma fazenda vizinha pedindo por ajuda. Segundo o campeiro, o autor era moreno, malhado, aproximadamente 1,90 de altura, cabeça raspada, sotaque nordestino, aparentando ter uns 25 anos, trajava bermuda camuflada, camiseta escura. O autor levou um celular, R$ 250 e uma bota da vítima. 

Veja também

Últimas notícias