O corretor de seguros preso em na noite dessa segunda-feira (24), após tentar atear fogo na esposa de 50 anos, em Campo Grande, já tinha dois boletins de ocorrência por violência doméstica registrados contra ele. O caso foi registrado na (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) como feminicídio na forma tentada.

Segundo a delegada Patrícia Peixoto, a discussão entre o casal começou pelo carro da vítima. O corretor passou a espancá-la na frente das filhas de 8 e 12 anos, além de cuspir no rosto da esposa. A mulher foi socorrida com vários ferimentos no rosto.

Ainda segundo a delegada, o corretor já tinha contra ele dois boletins de ocorrência registrados pela mulher. Ele se manteve calado em depoimento. O casal estaria há 14 anos juntos. 

A prisão

A polícia foi acionada por volta das 20h30 e, quando descia a Rua 26 de Agosto, um motorista fez sinalização para avisar que o autor estava fugindo, correndo pelas ruas com camiseta branca, bermuda e descalço.

A polícia conseguiu localizar o autor, que foi preso em flagrante e levado para a Deam

Ela contou que o homem ainda jogou um líquido nela e riscou um  fósforo em sua direção na intenção de incendiá-la, mas não conseguiu. As agressões foram feitas na frente das filhas do casal. O homem  ainda ameaçou de morte não só a esposa como também as filhas. A vítima foi levada para uma unidade de saúde, mas seria transferida para a devido à fratura que sofreu.