Uma mulher foi presa no final da tarde desta terça-feira (14) por agentes da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai, em Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul. Ela foi apontada como responsável pela carga de 321,3 quilos de cocaína pura, distribuídos em 299 pacotes.

A apreensão foi realizada em uma operação no Fortuna Guazú. Após investigações, os agentes da Senad monitoravam a chegada de aeronave com carregamento de drogas da Bolívia. Na localidade, as equipes acompanhadas do procurador Celso Morales, encontraram a casa onde estava o carregamento.

Presa em flagrante, Claudia Méndez de Argüello, foi identificada pelos agentes da Senad, como brasileira e estava responsável pela guarda do carregamento na residência. Os agentes em seguida encontraram distante cerca de 20 quilômetros da casa, a pista clandestina onde teria pousado um avião com a droga trazida da Bolívia.

Nas proximidades da pista foram apreendidos vários tambores com combustível de aviação, o que indica seguidos pousos para desembarque da droga. Os agentes suspeitam que mais pessoas estariam na casa, mas foram alertadas através de alarmes sobre a presença policial.

De acordo com informações da Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai, o carregamento de cocaína apreendido no local onde funcionava uma pista clandestina de pouso de aeronaves, está avaliado em mais de US$ 5 milhões de dólares, considerando a cotação da droga no Brasil e também na Europa.