Um bilhete com uma mensagem sobre o atentado contra o prefeito de Pedro Juan Caballero, José Carlos Acevedo, assassinado na fronteira com Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, foi encontrado do lado de fora da Rádio 570 AM, de propriedade da família Acevedo.

De acordo com o teor da mensagem, vereadores e deputados do Partido Colorado, de oposição ao clã Acevedo, são apontados como suspeitos pelo ataque do 17 de maio, em frente à prefeitura de Pedro Juan Caballero. O prefeito pertencia ao PLRA (Partido Liberal Radical Autêntico).

“Esse crime é dos colorados. Deputado, vereador, seccionalistas. Campana está entre os vereadores. Até a compra, aquele velho o perseguia”, diz a mensagem do bilhete encontrado na noite desta quarta-feira (1º).

Segundo informações do comissário da Polícia Nacional, Rubén Galeano, o bilhete foi descoberto às 21h15 por funcionária da emissora. “Ela achou que era lixo, ela pegou e leu e denunciou à polícia. A escrita estava no portão de acordo com a denúncia”, disse Galeano a uma emissora de rádio paraguaia.

“A Criminalística e Investigação foi intimada a dar seguimento para chegar à pessoa que deixou este escrito. Há um circuito fechado dentro e fora. A acusação já está ciente, sob conduta judicial será investigada”, explicou o comissário.