Acusado de matar rapaz após briga por ‘randandan’ é ouvido em delegacia e liberado

Ele confessou o assassinato após a discussão
| 21/02/2022
- 17:56
Autor se apresentou na delegacia de Jaraguari
Autor se apresentou na delegacia de Jaraguari - (Arquivo)

Nesta segunda-feira (21), prestou esclarecimentos sobre o homicídio de Elias Fernandes Pecinato, 23 anos, o chacareiro de 60 anos. Ele foi ouvido na delegacia de Jaraguari, confessou o assassinato do motociclista, após uma discussão entre eles, e foi liberado.

Conforme o delegado Jarley Inácio, titular da delegacia de Jaraguari, não havia os requisitos previstos em lei para decretação da prisão preventiva do idoso. Ele foi ouvido, prestou esclarecimentos e foi liberado, devendo responder em liberdade a menos que ofereça algum risco ao andamento da investigação.

O idoso se apresentou na companhia do advogado, Paulo Macena. Segundo ele, o cliente disse que agiu em legítima defesa, já que Elias teria entrado no bar para buscar uma faca durante a discussão. Ainda conforme o advogado durante a briga quando o autor pediu para que ele parasse da fazer barulho com a motocicleta a vítima teria dito “Não respeito nem burro bravo, vou respeitar o senhor”.

Também de acordo com a defesa, o autor ainda teria dado dois tiros para cima e só depois acabou atirando contra Elias, que morreu no local. O crime aconteceu por volta das 22 horas de sábado (19), quando o autor estava no bar e chegou ao local Elias em uma motocicleta, acompanhado de outra pessoa.

A dupla começou a fazer barulho, acelerar a moto o que causou irritação no autor. O idoso pediu para que Elias parasse com o barulho já que estava incomodando. Os dois passaram a discutir e o idoso então sacou um revólver e atirou. Elias ainda tentou fugir avisando que buscaria uma faca para voltar.

Nisso, o suspeito efetuou mais um disparo e Elias acabou morrendo no local. Em seguida, o autor fugiu levando a arma do crime. 

Veja também

Dupla pratica sexo em banheiro de praça pública da cidade

Últimas notícias