Acusado de matar homem a facadas enquanto irmão o segurava é condenado a 16 anos

Autores foram presos logo após o assassinato
| 29/07/2022
- 18:05
Acusado de matar homem a facadas enquanto irmão o segurava é condenado a 16 anos
Imagem ilustrativa (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Angelo Vilhalva Ovando, de 30 anos, foi condenado nesta sexta-feira (29) a cumprir 16 anos e 6 meses de prisão por assassinar a facadas Rondinelli Ramires Mercado, de 34 anos. O crime aconteceu em setembro de 2021, na Vila Santo Eugênio, em Campo Grande.

O Conselho de Sentença decidiu por condenar Angelo pelo homicídio qualificado. Conforme o juiz Aluizio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, a estipulada foi de 16 anos e 6 meses de reclusão.

O irmão de Angelo não foi a júri porque entrou com recurso contra a pronúncia pelo homicídio. Na denúncia consta informação de que Angelo esfaqueava a vítima enquanto o irmão segurava Rondinelli.

Morto a facadas

No dia do crime, equipe da Polícia Militar passava pela Rua Araguacema quando viu o corpo da vítima caído na calçada. Os vizinhos testemunharam o crime e disseram que uma dupla havia esfaqueado Rondinelli.

Ainda foi dito aos policiais que uma moradora da região seria namorada de um dos autores. Com as informações, os policiais foram até a casa da mulher, de 33 anos, e encontraram os dois suspeitos com roupas ensanguentadas e um deles, com hemorragia devido a um corte no braço.

O suspeito, de 40 anos, precisou ser encaminhado para a Santa Casa para atendimento e o todo dizia que não iria ser preso, dando empurrões nos policiais. Ele foi escoltado até o hospital.

 Já o outro, foi encaminhado para a delegacia algemado, pois estava agitado e xingava os policiais. Na delegacia, ele tentou fugir pelos fundos, mas foi detido. O caso será investigado.

Veja também

Homem foi contido na ambulância dos bombeiros, mas foi retirado do imóvel sem ferimentos e consciente

Últimas notícias