Pistoleiro acusado de matar policial na fronteira é preso

Suspeito foi encontrado pela Polícia Nacional em ônibus de viagem com destino a Pedro Juan Caballero
| 13/06/2022
- 11:29
Pistoleiro acusado de matar policial na fronteira é preso
Policial, mais à frente, foi executado em Capitán Bado (Foto: Reprodução/Redes sociais)

O principal suspeito pela morte do suboficial Luis Alcibiades Peralta Dávalos, de 36 anos, que foi executado com nove de pistola 9 milímetros, na manhã do último sábado (11), foi preso na manhã desta segunda-feira (13). Ele estava em um ônibus de viagem a caminho de Pedro Juan Caballero.

Conforme o Midiamax publicou há pouco, a Polícia Nacional já tinha informações sobre o principal suspeito pelo crime. Segundo o comissário César Casco, que investiga o caso, trata-se de Carlos Villa Alta López, que foi preso no bairro Cristino Potrero.

Os agentes, com base em investigações, montaram vigilância na rota no alto do bairro Cristino Potrero, onde pararam um transporte em que o suspeito viajava para Pedro Juan Caballero.  Ao fazer a checagem, a Polícia Nacional confirmou que Carlos usava as roupas e também tinha as características semelhantes ao do pistoleiro que aparece no vídeo.

O comissário afirmou que o suboficial estava em frente ao escritório de Capitán Bado, acompanhado pelo sogro nas primeiras horas da manhã quando um sujeito desceu de uma motocicleta, se aproximou dele e efetuou os disparos.

Nas imagens de circuito fechado do local, divulgado neste domingo (12) pelo Midiamax, após efetuar os disparos, o pistoleiro ainda chuta o policial na cabeça antes de fugir. A mulher com um bebê no colo, que também aparece nas imagens para prestar socorro à vítima, é esposa do policial, segundo informações do comissário.

Veja também

Após perseguição, a Polícia Militar apreendeu drogas, arma e munições durante a tarde desta terça-feira...

Últimas notícias