Polícia

VÍDEO: Substância misturada a glicerina pode ter causado explosão de caminhão

Uma outra substância, um clareador, misturado a glicerina pode ter sido a causa da explosão de um caminhão, nesta quarta-feira (3), no Polo Empresarial Indubrasil, em Campo Grande. O funcionário Luiz Carlos Martins da Vida, 50 anos, motorista do caminhão que explodiu acabou morrendo depois de ser levado para a Santa Casa. Segundo o delegado […]

Thatiana Melo Publicado em 04/02/2021, às 09h02 - Atualizado às 15h41

(Gabriel Neves, Midiamax)
(Gabriel Neves, Midiamax) - (Gabriel Neves, Midiamax)

Uma outra substância, um clareador, misturado a glicerina pode ter sido a causa da explosão de um caminhão, nesta quarta-feira (3), no Polo Empresarial Indubrasil, em Campo Grande. O funcionário Luiz Carlos Martins da Vida, 50 anos, motorista do caminhão que explodiu acabou morrendo depois de ser levado para a Santa Casa.

Segundo o delegado que cuida do caso, Camilo Kettenhuber Cavalheiro, imagens de câmeras de segurança do momento da explosão estão sendo analisadas e exames laboratoriais das substâncias que estavam dentro do caminhão estão sendo analisadas.

Camilo ainda disse que será analisada a dosagem colocada no caminhão para verificar se teria relação com a explosão. Luiz foi lançado de cima do caminhão com a explosão a uma altura de sete metros sofrendo queimaduras. Ele chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros.

Durante o trajeto até o hospital Luiz teve uma parada cardíaca e teve de ser reanimado. Já na Santa Casa, ele não resistiu e morreu. Para a polícia, o irmão de Luiz disse que estava com ele quando aconteceu a explosão, mas que estava a cerca de 5 metros do local e achou estranho a vítima misturar um clareador a glicerina que estava sendo carregada no caminhão.

Jornal Midiamax