Polícia

Suspeito de atirar contra casal após briga por poste de luz é preso com munições escondidas entre DVDs

Na época, em novembro de 2019, ele chegou a prestar depoimento, e alegou não ter arma de fogo

Danielle Errobidarte Publicado em 26/10/2021, às 13h54

Investigações são conduzidas pela 3ª DP.
Investigações são conduzidas pela 3ª DP. - (Foto: Henrique Arakaki - Arquivo Midiamax)

Homem de 48 anos foi preso em flagrante, nesta terça-feira (26), por porte irregular de arma de fogo, durante cumprimento de mandado de busca e apreensão de investigação que apura a tentativa de homicídio contra um casal — ele de 23 anos e ela de 18 —, ocorrido em outubro de 2019. No quarto da residência dele, no Bairro Danúbio Azul, foram localizados, dentro de uma caixa de papelão contendo DVDs, duas munições calibre 22 e uma munição calibre 7.26, de uso restrito.

Conforme boletim de ocorrência registrado à época, no dia 20 de outubro de 2019, o casal estava conversando na varanda de casa quando foi alvejado por vários disparos de arma de fogo.

Momentos antes, o rapaz alvo dos tiros, teria discutido com o irmão do autor. Segundo informações, ele parecia estar embriagado e, desde então, a arma utilizada no crime não tinha sido localizada.

As vítimas relataram que, dias antes, tinham discutido com o vizinho que mora na casa da frente. O casal conversava na varanda com o filho de 2 anos, junto a uma amiga do casal e o filho dela, de 5 anos. O autor teria chegado ao endereço em um Volkswagen Gol e disparado seis vezes em direção ao rapaz, de 23. Em seguida, eles acionaram a Polícia Militar, e afirmaram que o autor passou novamente em frente a casa, iniciando uma perseguição.

À época, o autor negou as acusações e disse que a discussão ocorreu porque ele teria ligado uma máquina de solda diretamente no poste de energia, quando a vítima, de 22, teria dito que ele "estava puxando energia de sua casa".

O suspeito também chegou a dizer que não possuía arma de fogo, e nem o irmão. O carro que eles utilizavam chegou a ser revistado durante abordagem da Polícia Militar, mas nada foi encontrado.

Jornal Midiamax