Polícia

Sem atendimento de urgência, homem ameaça médico e corta o próprio dedo em hospital de MS

Ele chegou à unidade de saúde com um corte no dedo e pedia por atendimento de urgência

Gabriel Neves Publicado em 28/10/2021, às 11h03

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - (Foto: Arquivo/Midiamax)

Um homem, de 46 anos, foi parar na delegacia após ameaçar um médico por não receber atendimento médico no Hospital Auxiliadora, em Três Lagoas. Além de ameaçar os médicos que trabalhavam no hospital, ele abriu o próprio ferimento no dedo para espalhar sangue pelo chão do local.

Conforme a ocorrência, o caso ocorreu na madrugada desta quarta-feira (27). Uma equipe da Polícia Militar foi acionada para atender a um chamado de ameaça contra um médico. No local, os militares encontraram o autor embriagado.

O médico relatou que o paciente teria chegado ao hospital embriagado e com um corte no dedo. Após a avaliação médica foi constatado que não seria necessário atendimento de urgência, o que teria irritado o paciente.

Com a negativa do atendimento de urgência, o paciente ameaçou o médico dizendo que iria pegá-lo na saída e complementou “você é um merda”. Logo após, o paciente abriu o próprio ferimento derramando sangue pelo chão do local.

O homem foi atendido novamente, não sendo constatada a necessidade de atendimento de urgência. Com isso, os policiais encaminharam o autor para a Delegacia de Polícia.

Jornal Midiamax