Polícia

Preso jovem suspeito de assassinar psicóloga com 28 facadas em motel na fronteira

Ele estava com o carro da vítima

Renata Portela Publicado em 05/09/2021, às 06h36

Psicóloga foi encontrada morta a facadas
Psicóloga foi encontrada morta a facadas - (Divulgação)

Ainda na noite de sábado, jovem de 22 anos, principal suspeito de assassinar a psicóloga Juana Elva Rojas de Cáceres, de 64 anos, foi preso. Paciente da vítima, ele teria matado Juana com 28 facadas em um quarto de motel em Pedro Juan Caballero, fronteira com Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande.

O rapaz de 22 anos estava dirigindo o carro da vítima, um Kia Sportage preto, quando foi abordado pelos policiais paraguaios e preso em flagrante pelo crime. Ele seria ex-aluno e paciente de Juana e tinha um quadro de esquizofrenia.

Conforme o Ponta Porã News, o rapaz já era considerado foragido e único suspeito de assassinar a psicóloga, que foi morta com 28 facadas. O corpo da vítima foi encontrado na manhã de sábado, quando funcionários do motel foram limpar os aposentos.

O suspeito foi preso na cidade de Ñemby e deve responder pelo homicídio qualificado.

Jornal Midiamax