Polícia

Policiais civis são empossados e têm até 48 horas para se apresentarem nas delegacias

Ao todo são 225 novos agentes

Renata Portela Publicado em 20/07/2021, às 13h49

Aprovados no concurso de 2017 tomaram posse
Aprovados no concurso de 2017 tomaram posse - (Divulgação, PCMS)

Na manhã desta terça-feira (20), ocorreu a posse dos candidatos da turma de agentes da Polícia Judiciária, nas funções de escrivão e investigador. A cerimônia foi realizada na Academia de Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, com audiência de escolha da unidade policial de lotação dos agentes, por critério de melhor classificação.

A posse foi conduzida pelo delegado geral Adriano Garcia Geraldo e pelo diretor da Acadepol, delegado Roberto Gurgel. Também esteve presente a secretária da SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização), Ana Carolina Nardes.

Ao todo, são 95 novos investigadores e 130 escrivães, que devem reforçar efetivos nos 79 municípios do Estado. Conforme o delegado Adriano, os novos agentes devem se apresentar em até 48 horas, exceto em casos excepcionais.

Formação

Os novos policiais tiveram 1.650 horas/aula de formação, incluindo 450 horas de aulas teóricas na Acadepol, e 1.100 horas de estágio supervisionado nas delegacias de Campo Grande. Eles também tiveram atividades práticas e operacionais, como tiro e defesa pessoal. Os investigadores e escrivães fazem parte da turma de aprovados do último concurso público, realizado em 2017.

Reforço nas Depacs

Conforme a comunicação interna, assinada pela delegada geral adjunta, Rôzeman Geise Rodrigues de Paula, considerando o número de novas equipes operacionais da Polícia Militar, 48 no total, para atuarem no policiamento ostensivo de Campo Grande e adjacências, foi solicitada escala de revezamento de sobreaviso diáriadas equipes policiais de todas as unidades.

São delegacias compreendidas em três departamentos, 7 de área e mais de 20 especializadas. Com isso, seriam formadas equipes de um delegado, um escrivão e dois investigadores, a serem eventualmente acionados a partir desta terça-feira, por iniciativa do supervisor de plantão em caso de necessidade.

Isso para a equipe fazer frente à eventual aumento da demanda nos plantões noturnos durante a semana e durante todo o dia nos finais de semana das Depacs e Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher). Além disso, as equipes devem usar viatura da própria unidade de lotação.

Com repercussão negativa nas delegacias, a expectativa é de que o novo efetivo supra a necessidade de reforço nas Depacs, para que caia a escala extra.  

Jornal Midiamax