O caso foi denunciado à Polícia Nacional pela esposa de Juan, que informou que ele vestia calça jeans azul-marinho e camisa xadrez azul. Além disso, ele indicou que seu celular ainda está ligado, mas ninguém atende às ligações e mensagens.

A denúncia foi feita na Delegacia de Polícia Judiciária e já foi solicitada a colaboração do Departamento de Polícia Antissequestro. Até o momento não há informação sobre o paradeiro do tabelião.