A Polícia Civil de Dourados investiga a morte da menina Raissa da Silva Cabreira, de 11 anos, de etnia Kaiowá. Ela foi encontrada sem vida, na manhã desta segunda-feira (9), em uma pedreira desativada localizada na Aldeia Bororó, Reserva Indígena Federal de Dourados. 

De acordo com os primeiros levantamentos da equipe de perícia técnica que está no local, a menina foi jogada de uma altura de aproximadamente 20 metros. 

Os policiais que acompanham o caso trabalham com a hipótese de que a menina tenha sido estuprada, já que foi encontrada sem roupas. As investigações e levantamentos de provas ainda estão sendo apuradas junto às lideranças indígenas e populares que avisaram o Corpo de Bombeiros e também a polícia.

                   Polícia recolhe corpo de menina que foi jogada de paredão de mais de 20 metros de altura em pedreira desativada. Foto: Sidney Bronka