Polícia

Polícia Civil deflagra operação contra desvio de verbas por servidores municipais em MS

Operação Cupim apura crimes de peculato no Instituto de Seguridade Social da Prefeitura de Tacuru

Danielle Errobidarte Publicado em 18/05/2021, às 14h12

Computadores e documentos foram apreendidos em cumprimento de mandado de busca.
Computadores e documentos foram apreendidos em cumprimento de mandado de busca. - (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

A Polícia Civil deflagrou nesta terça-feira (18) a Operação Cupim, contra crimes de peculato – desvio de verbas feitos por servidores públicos – no Instituto de Seguridade Social dos Servidores Municipais de Tacuru, cidade a 416 km da Capital. Mandado de busca e apreensão foi cumprido na sede do órgão.

Investigadores das delegacias de Tacuru, Paranhos, Amambai e Coronel Sapucaia participaram da operação e, pela manhã, foram recolhidos computadores do prédio do Instituto, além de serem feitas apreensões de documentos.

As investigações apontaram que alguns servidores estariam se apropriando de verbas públicas, enriquecendo ilicitamente.

O Instituto

O ISSEM (Instituto de Seguridade Social dos Servidores Municipais de Tacuru) tem por objetivo proporcionar aos segurados, ou seja, servidores do município, e seus dependentes, o amparo social, assistência financeira e médico-odontológica prevista na lei municipal número 332, de 1994.

O nome da operação faz referência à cidade de Tacuru, que na língua indígena Guarani tem esse significado.

Jornal Midiamax